Você é uma pessoa empática? 

2
1,445 views

mãos unidasEmpatia, “ato de se colocar no lugar do outro, sentir aquilo que o outro sente”, sem esquecer que os sentimentos são dele, não nossos, isso significa que, você como um amigo, alguém que torce pelo bem-estar de um outro ser humano irá compartilhar por alguns momentos da carga emocional de outra  pessoa, seja ela boa ou ruim.

A empatia nos permite compreender o outro melhor

Provavelmente você deve estar se perguntando:

Por qual motivo farei isso, compartilhar essas emoções de maneira tão intensa com outro ser humano?

Eu te respondo:

Para melhor compreendê-lo.

Muito se fala em ser bom, ser bom amigo, bom companheiro, bom ouvinte, até o instante em que seu amigo, companheiro querido passa por algum trauma ou drama emocional e precisa de você.

Dependendo da situação ou condição em que o outro se encontra devido ao trauma psicológico que sofreu o emocional estará abalado e desabafar com alguém confiável, alguém em que se tem a certeza que pode-se contar as angústias e aflições mais intrínsecas sem sombra de dúvidas pode fazer toda diferença no futuro e na recuperação de qualquer ser humano.

Animais e crianças são seres empáticos

Os animais e as crianças inconscientemente são seres empáticos, já notou isso?

Um cachorro que faz vigília na porta de um hospital quando seu dono querido está internado e só sai de lá se o mesmo tem liberação ou morre.

Uma criança que quando vê um de seus pais ou alguém próximo chorando e pergunta o que foi, até mesmo aquela criança que sem questionar qual o problema chora junto, independentemente do motivo, ela não sabe nem do que se trata, apenas sente que algo não vai bem.

Todos nós temos plenas condições de sermos empáticos para com o outro.

Se colocar no lugar do outro é um princípio de empatia

Geralmente em caso de dramas emocionais como foi citado anteriormente a melhora vem de maneira lenta e dolorosa, a pessoa afetada vai sentir-se triste por vários dias, vai querer falar só neste assunto o tempo todo, se perguntando o porquê disso, porquê comigo, como isso pôde acontecer, é o processo natural das coisas, pior que isso são as pessoas que não falam, fecham-se em si mesmas e recusam-se a tocar no assunto.

Você quando vê esses exemplos de perto ou já passou por algo parecido sabe como tudo isso é angustiante, imagine-se no lugar de quem precisa de apoio, agora imagine que é bem nesse momento em que você mais precisa que todos ao seu redor somem?

Aqueles que nos momentos mais felizes estavam lá, rindo com você, agora se cansaram de te escutar.

Ruim não é?

Por isso que nós, (Seres Humanos), precisamos desenvolver e praticar a empatia que existe dentro de cada um , por se tratar de uma inteligência emocional isso realmente é possível.

Princípio da empatia

Lembrando que ter empatia para com o próximo não significa ter dó, pena, nem ter pensamentos como:

“Nossa, ele (a), já passou por tantas coisas na vida, não merecia isso…”

A empatia tem como um dos princípios a imparcialidade, você deve se despir dos seus pré-julgamentos, dos seus princípios e passar agir, sentir e pensar com os princípios do outro.

São poucas as pessoas que conseguem ter este desprendimento e ser de fato alguém empático, como seria bom se todos fossemos assim né?

Contar um fato  para alguém e não ser julgado, se colocar na pele do outro e se enxergar vivendo a mesma situação seja esta qual for, o mundo com certeza seria melhor, os relacionamentos interpessoais seriam menos conflituosos.

Devemos ser eternos aprendizes, se ao ler este texto você sentiu que é empático, parabéns, se ainda quer ser comece a trabalhar sua inteligência emocional e se desenvolva, nunca é tarde e você só terá  ganhos, eu também pretendo melhorar este aspecto em mim, vamos começar a trabalhar nisso hoje?

2 COMENTÁRIOS

  1. Gostei. Iniciei sobre o tema da empatia no artigo “Estrangeiros”, mas seu artigo vem para aprofundar um pouco mais o assunto. Isso me faz pensar que realmente há a necessidade de trabalharmos mais a nossa empatia uns pelos outros. Compartilhado.

    • Precisamos sim, com a correria, os afazeres diários, nós temos nos importado pouco uns com os outros, de maneira geral, a empatia está em falta, as vezes uma palavra, um ato seu para com o outro já muda e melhora positivamente o dia de uma pessoa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!